+

Folder
digital

Notícia

 

29/08/2019
Expansão da ZPE-CE abrigará novas empresas no Complexo do Pecém

Única no Brasil em operação, a Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará) foi a primeira a entrar em funcionamento no País e tem servido de modelo para outros estados brasileiros. No ano passado, a ZPE cearense atingiu a marca de 12,5 milhões de toneladas movimentadas. Crescimento de quase 13% em relação a 2017. Inaugurada oficialmente em 30 de agosto de 2013 – prestes a completar seis anos de atividade – a zona de livre comércio, localizada entre os municípios de Caucaia e São Gonçalo do Amarante, será ampliada. Isso porque, ontem, foi assinada a autorização de pré projeto para a implantação da ZPE II.

A autorização para a elaboração do pré projeto da ZPE II foi concedida pela Receita Federal do Brasil, responsável por todo o alfandegamento desde o início das operações da ZPE Ceará. “A ZPE II é um projeto que a Receita está acompanhando de perto, com seriedade e respeito ao contribuinte. Assim tornar emos a zona de processamento cearense ainda mais competitiva. Hoje me sinto feliz em presenciar esse novo passo que foi dado, não somente como servidor da Receita, mas também como cearense. É motivo de orgulho”, destacou o inspetor-chefe da Receita Federal no Pecém, Edson Nogueira.

Importância
A ZPE Ceará é, desde dezembro de 2018, empresa subsidiária do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). Com mais de 6 mil hectares de área, a ZPE cearense permite que as empresas nela localizadas operem com benefícios fiscais e liberdade cambial, com pelo menos 80% da produção destinada para exportações. A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), por exemplo, está instalada dentro da Zona de Processamento de Exportação do Ceará. “Apesar de muito jovem a ZPE Ceará já tem resultados consistentes, esse é um trabalho realizado por toda uma equipe que trabalha com o objetivo de colher grandes frutos para todos”, disse o presidente da ZPE Ceará, Mário Lima.

O chefe da Casa Civil do Ceará, Élcio Batista, ressaltou a importância da ZPE para o Estado. “Não podemos esquecer que o Estado vive um momento de grande oportunidade. Estamos em uma localização estratégica no globo e devemos aproveitar esse período para crescer. É preciso lembrar diariamente do compromisso do Complexo do Pecém com a sociedade cearense, que é de contribuir com o desenvolvimento social, intelectual e econômico do Ceará”, disse o secretário.

Fonte: O Estado do Ceará

voltar