+

Folder
digital

Notícia

 

26/08/2019
ANP recebe inscrição de 12 petroleiras para leilão da 16ª Rodada

A 16ª Rodada de licitação de blocos exploratórios de petróleo e gás, sob regime de concessão, recebeu inscrição das primeiras 12 empresas, incluindo gigantes como Exxon, Shell, Equinor, Total e CNOOC, além da Petrobras, afirmou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta segunda-feira (26)

Das inscritas até o momento, onze são companhias de origem estrangeira -- grupo que inclui também BP, Chevron, Ecopetrol, Karoon, QPI e Repsol, destaca a Reuters.

O leilão está marcado para 10 de outubro e vai oferecer 36 blocos de áreas do pós-sal nas bacias sedimentares marítimas de Pernambuco-Paraíba, Jacuípe, Camamu-Almada, Campos e Santos, totalizando 29,3 mil km² de área.

A lista de empresas inscritas ainda poderá crescer, segundo a autarquia, que informou que outros pedidos de inscrição serão analisados nas próximas reuniões da Comissão Especial de Licitação (CEL).

Empresas inscritas até o momento:

BP Energy do Brasil Ltda

Chevron Brasil Óleo e Gás Ltda

CNOOC Petroleum Brasil Ltda

Ecopetrol Óleo e Gás do Brasil Ltda

Equinor Brasil Energia Ltda

Exxonmobil Exploração Brasil Ltda

Karoon Petróleo & Gás Ltda

Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras

QPI Brasil Petróleo Ltda

Repsol Exploração Brasil Ltda

Shell Brasil Petróleo Ltda

Total E&P do Brasil Ltda

A ANP destacou que a inscrição para a rodada é obrigatória e individual para cada interessada, mesmo para aquelas que pretendam apresentar oferta mediante consórcio. Segundo ela, todas as inscritas atenderam aos requisitos previstos no edital e estão aptas a participar da rodada.

As empresas inscritas poderão apresentar ofertas somente para os blocos localizados nos setores para os quais tenham efetuado o pagamento de taxa de participação e aportado garantia de oferta.

Estão previstos também para o segundo semestre o leilão do excedente da cessão onerosa (28 de outubro) e o da 6ª rodada de partilha do pré-sal (7 de novembro).

Fonte: G1

voltar