+

Folder
digital

Notícia

 

13/11/2020
Tarcísio destaca importância do programa de concessões para ampliar o mercado externo

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou nesta quinta-feira (12), durante o seu pronunciamento no 39º Enaex, que o programa de concessões brasileiro, que classificou como o maior do mundo, trará mais infraestrutura, menos custos e mais mercados externos para o Brasil. Segundo Freitas, a meta é de "transferência maciça de ativos para a iniciativa privada", tanto nos setores aeroportuário e ferroviário quanto nos de portos e rodovias.

Entre esses projetos, confirmou a licitação dos 41 aeroportos ainda sob controle da Infraero em quatro rodadas de licitações, sendo a primeira já no primeiro semestre de 2021 e a segunda em 2022. No setor rodoviário, serão mais de 15 mil quilômetros de concessões, com projetos de grande escopo como a BR 153, os anéis de integração do Paraná e a BR 232, em Pernambuco.

Tarcísio de Freitas mencionou ainda como destaques do programa de concessões à iniciativa privada o leilão da Ferrovia Norte Sul, com investimentos de R$ 2,8 bilhões nos próximos dois anos e que estará operacional em 2021; a renovação da malha paulista, com R$ 6,5 bilhões em cinco anos; e a prorrogação das duas ferrovias da Vale, com investimentos de R$ 17 bilhões, além do leilão portuário no Espírito Santo, em 2021, e, a seguir, do Porto de Santos.

Fonte: Portos e Navios

voltar