+

Folder
digital

Notícia

 

22/09/2020
Brasil poderá exportar aos EUA mais 80 mil toneladas de açúcar dentro da cota até outubro

O Escritório do Representante Comercial dos EUA (USTR) informou que o Brasil deverá ocupar a maior parte do volume previsto na cota americana adicional de importação de açúcar para a safra atual (2019/20), cuja validade foi prorrogada até outubro. Das 90,7 mil toneladas de açúcar bruto adicionadas à cota da safra atual, 80 mil toneladas serão para o produto brasileiro.

As demais 10,7 mil toneladas foram alocadas para a Austrália. A decisão deverá ser publicada amanhã no Federal Register, o Diário Oficial americano.

A atribuição preferencial ao Brasil ocorre logo após o governo brasileiro conceder 90 dias de cota de importação de 187,5 milhões de litros de etanol isenta de tarifa, que beneficia os Estados Unidos.
Para o Brasil, porém, o volume adicional da cota de açúcar representa uma parcela muito pequena das exportações da commodity, que apenas em agosto totalizaram 3,7 milhões de toneladas. Pelos preços médios atuais, a receita para os exportadores brasileiros com esses embarques representa US$ 23 milhões a mais.
Essa foi a segunda vez nesta safra que os EUA elevaram o volume de importação de açúcar dentro da cota obrigatória, acordada na Rodada do Uruguai da Organização Mundial do Comércio (OMC), em meio a uma oferta global ajustada.


Fonte: Valor

voltar