+

Folder
digital

Notícia

 

21/07/2020
Ferrovia Transnordestina pronta no início de 2022? Esta é a promessa

Raimundo Gomes de Matos, diretor de Planejamento da Sudene, disse ontem a um grupo de empresários cearenses, com os quais se reuniu por vídeoconferência, que a conclusão das obras de construção da Ferrovia Transnordestina está prevista "para o fim de 2021 ou início de 2022".

Acreditando no que ouve nos corredores dos ministérios do Desenvolvimento Regional e da Infraestrutura, que dividem responsabilidades financeiras e técnicas desse empreendimento iniciado em 2006, Raimundo Matos, falando de sua sala de trabalho em Recife, deixou alegre o atento auditório virtual que o acompanhou na sua exposição.

Ele anunciou que está sendo relicitado o ramal pernambucano da Transnordestina e que o ramal cearense, parte do qual já está pronto, terá liberação de verba no próximo mês de agosto.

Essa estrada de ferro já consumiu R$ 6 bilhões, 90% dos quais oriundos de fundos públicos – como o Finor, o FNE e o FDNE.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, tem dito - e Raimundo Matos o repetiu ontem - que a conclusão da Transnordestina “é compromisso assumido pelo presidente Bolsonaro com o Nordeste”.

Pronta em janeiro, fevereiro ou março de 2022 essa obra não estará, a não ser que uma empresa chinesa - com sua moderna tecnologia ferroviária e seu dinheiro ouvindo a conversa – seja convocada para executar o serviço que resta, e bote serviço nisso.

Mas Raimundo Matos fez outra boa revelação, agora no campo rodoviário:

O projeto do Arco Metropolitano – uma autoestrada que ligará a BR-116, em Chorozinho, até o porto do Pecém, cortando vários municípios, inclusive Maranguape - está sob análise do ministério de Rogério Marinho.

Fonte: Egídio Serpa/Diário do Nordeste
 

voltar